Comunidades

Dominicanas de Santa Maria Madalena, Congregação das Irmãs

Residências e Casas de Formação de Institutos Femininos

Institutos Religiosos e Sociedades de Vida Apostólica
Cruzeiro do Sul – AC
Instituto Santa Teresinha, Sede Regional, R. Benjanin Constant, 503, Centro, cep 69980-000 cxpostal 30, tel (68) 3322-2409, fax (68) 3322-2857 – mail: Irmã Judite: irma_judite@yahoo.com.br
Período: Aspirantado, Postulantado, Noviciado, Juniorato – Contato: Irmã Maria Paula Mendes Alves, e-mail: irmã.paula@yahoo.com.br

Mâncio Lima – AC
Casa São Domingos, Av. Japiim, s/n cep 69990-000, tel (68) 3343-1031

Rodrigues Alves – AC
Casa Santa Catarina de Sena, Av. Pres. Getúlio Vargas, 522 Centro cep 69985-000 cxpostal 30 (tel (68) 3342-1038

Porto Valter – AC
Casa Joana de Aza, Pça. Vicente Lopes, s/n, cep 69982-000 – tel (68) 3325—8125

Conventos fundados a partir de Cruzeiro do Sul:
Convento São José
Rua Darcy Vargas, 340
17094-020  -  Guarulhos São Paulo
Fone/fax   (xx 11- 6408-9659)
e-mail: domcasasj@uol.com.br 

Convento Nossa Senhora das Graças
Rua Costa e Silva
Praça São José- centro
69.660-000 Jutaí -AM

Convento Santo Alberto Magno
Estrada do Calafate, 2738
Bairro da Calafate
69.905 - 800
Fone/Fax (xx 68 - 3225 - 0540
Rio Branco - AC

Histórico

A Congregação das irmãs Dominicanas de Santa Maria Madalena, nasceu em Espira, Alemanha, em 1228, e, em 1304, passou a pertencer a 2.a Ordem de São Domingos; somente no ano de 1887, o papa Leão XIII permitiu a passagem para a 3.a-ordem de São Domingos. – No dia 19/12/1937, chegaram em Cruzeiro do Sul as primeiras irmãs: Irmã M. Adelgundis Becker, M. Athanasia Weber, Disiboda Strasser, abrindo no dia 3 de outubro de 1938, o „Instituto Santa Teresinha“ chamado de „Convento da Santa Cruz“. – Abertura das casas em Porto Valter (1956), em Wenceslau Brás-Paraná (1967), Mâncio Lima (1976), Jutaí AM (1998). – Inesquecíveis ficam para nós as irmãs Maria Ângela, M. Rosa e outras – que Deus lhes pague o que têm feito por todos nós, especialmente pela juventude que passou pelo Instituto!

 

 

Catedral de Cruzeiro do Sul

Hino ao São Domingos

Oh, glorioso São Domingos,
A Vós ressoam cantos e hinos.
Unimo-nos ao coro celestial
Em afeto todo filial.

O vosso idal seguimos.
A benção paternal pedimos,
Que nossa própria fé tenha vigor,
O apostolado algum valor

Com fé, amor e humildade
Ganhastes muitos à verdade.
Fazei em nossa vida resplender
O que aos homens pode converter.

Louvor a Deus que nos criou,
Ao Filho Seu que nos salvou.
Honra também ao Santificador,
Luz das almas, divino Amor.

www.diocesecruzeirodosul.org